Rádio Gospel 10: Esperança e Confiança

Social Icons

Pages

sábado, 7 de maio de 2011

Esperança e Confiança


 Jó 13:15a - Ainda que ele me mate, nele esperarei.




Nós vemos o dia de hoje e a nossa necessidade temporal, queremos uma vida certinha, com tudo andando nos eixos e o vento soprando a favor.
Mas louvar a DEUS quando tudo está bem, qualquer um louva, até o ímpio.
Todavia louvar a DEUS e confiar nEle quando nossas circunstâncias concorrem contra nossas expectativas, e nossos planos se frustram e o chão foge de debaixo dos nossos pés, é tarefa para quem conhece O Deus não dorme e nem cochila e nenhum um milésimo de segundo passa sem que Ele perceba.
Eu tenho um filho, de nome Moisés, que aos dois dias de vida teve diagnosticado um problema de coração que redundaria numa cirurgia (tem o álbum). Tudo correu perfeitamente bem, apesar de ninguém gostar de ter um filho defeituoso, mas eu sempre disse que não era uma provação, mas uma viagem missionária, uma oportunidade de dar honra a DEUS e dizer que os desígnios do Senhor são perfeitos na minha vida e na vida de meu filho.
Agora estamos diante de mais um empasse. Aos 3 anos Moisés tem uma conduta diferenciada dos meninos dessa faixa etária, ele é isolado, não gosta muito de se relacionar com ninguém, ainda não fala, as vezes diz uma palavra ou outra aleatoriamente, mas nem papai nem mamãe ele fala, não é surdo, aparentemente ouve bem. Mas também é extremamente dependente, ainda usa fraudas e não leva sequer um biscoito a boca, embora corra, brinque, sorria, pirrace, ele tem algumas atitudes de bebê. E em face disse a diretora da escolinha onde ele está desde um 1 ano e meio, levantou a suspeita de que ele possa ser altista, coisa que minha irmã também havia dito a um ano atrás.
Bem, amanhã, se DEUS permitir, vamos ao Neuropediatra, que possivelmente confirmará ou descartará essa hipótese, talvez depois de alguns exames. Se descartada, amém, é esperar que ele desenvolva com ajuda de fonoaudiólogo e pscicólogo talvez. Se confirmada é saber qual é o grau da doença para tratá-lo conforme o caso.
Mas como serva de DEUS eu digo como Jó: ainda que Ele me mate nEle eu esperarei.
         DEUS não está improvisando a minha vida nem a vida de meu filho.
DEUS a desenhou na Eternidade, e as Obras dEle são perfeitas, Deus é fidelidade e não há nEle injustiça nenhuma.
Então eu NÃO DETERMINO a cura de meu filho, mas determino que confiarei, e nEle me refugiarei, e O louvarei, na vida, ou na morte.
Quando conhecemos a DEUS, e temos a absoluta e irrestrita confiança no cuidado que Ele tem por nós, podemos pisar no firme terreno da fé, um terreno, onde alguns pés começam a afundar, por não entenderem que DEUS jamais fará algo que não seja necessário ao nosso crescimento e principalmente à nossa Salvação.

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Teste - Teste

Teste - Teste

Teste - Teste