Rádio Gospel 10: Os Sonhos de José

Social Icons

Pages

quarta-feira, 15 de junho de 2011

Os Sonhos de José

Genesis 45:4 José disse mais a seus irmãos: Chegai-vos a mim, peço-vos. E eles se chegaram. Então ele prosseguiu: Eu sou José, vosso irmão, a quem vendestes para o Egito. 5 Agora, pois, não vos entristeçais, nem vos aborreçais por me haverdes vendido para cá; porque para preservar vida é que Deus me enviou adiante de vós.6 Porque já houve dois anos de fome na terra, e ainda restam cinco anos em que não haverá lavoura nem sega. 7 Deus enviou-me adiante de vós, para conservar-vos descendência na terra, e para guardar-vos em vida por um grande livramento.
A tragetória de JOSÉ, conhecido como José do Egito, tem muito que nos ensinar.
Um homem que soube entender cada uma das suas adversidades como parte de um grande Plano de DEUS, e que mesmo sofrendo penalidades injustas se manteve fiel à Deus e à sua fé, simplesmente por amar a Deus e não aceitar se contaminar nem contrariar a Vontade de Deus em sua vida.
José teve sonhos aos 17 anos onde tudo indicava que ele reinaria sobre a casa de seu pai Jacó, e a Bíblia diz que Jacó embora repreendendo o jovem rapaz, por causa a inveja de seus irmãos, considerava a respeito dos sonhos de José.
Após sonhar José é lançado na cisterna pelos seus irmãos, que intentavam matá-lo, depois foi vendido como escravo, depois trabalhando como mordomo na casa de Potifar, foi assediado por sua patroa o que culminou na sua prisão, onde tomava conta dos outros presos, até o dia em que compareceu perante Faraó, isso já com 30 anos de idade.
Treze anos se passaram sobre José, mas ele sabia que seu turbulento e imprevisto caminho estava em consonância perfeita com o plano que DEUS haveria de executar e foi isso que ele relatou aos seus irmãos, os mesmos que queriam matá-lo.
Não é fácil entender a vida, nossas calamidades e adversidades como um plano de DEUS para o nosso bem, e para o bem daqueles que nos cercam, é muito mais fácil se fazer de vítima, se fazer de coitadinho, ter razões de sobra para ser revoltado, traumatizado, e tudo quanto mais vierem a inventar. Todavia é glorioso deixar-se beneficar pela dureza da vida, que nos torna fortes, resistentes, confiantes, dependentes de Deus e melhores como pessoas, como servos de Deus. A teologia de que José sonhou e Deus realizou os sonhos de José, e que todos nós podemos sonhar, não diz que precisamos aceitar a Vontade de Deus em nossa vida, sem murmurar, sem reclamar, sem revoltar. Mas simplesmente viver uma situação de cada vez, um dia de cada vez, pois não são de sonhozinhos fantasiosos que se faz uma vida, mas de uma dedicada e submissa aceitação daquilo que não podemos mudar, e de disposição e graça para ir mudando tudo que nos é permitido pelas portas que Deus irá abrindo diante de nós. E que o foco não está no nosso bel prazer, mas nos planos de Deus, ainda que os beneficiários sejam os que mais nos maltrataram como foi no caso de José. Que tenhamos a grandeza de perdoar e amar, entendendo que não são somos vítimas de ninguém, e que mesmo que as pessoas nos tentem fazer o mal, como fizeram os irmãos de José. Os irmãos dele acharam que estavam matando ou tornando-o estrangeiro e escravo, mas estavam colocando-o a caminho do trono do Egito. Pois quando DEUS deseja fazer algo e encontra corações gratos e sinceros, não há ninguém na terra que O possa impedir de fazê-lo.

Missionária Rita

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Teste - Teste

Teste - Teste

Teste - Teste